Domingo, 28 de Fevereiro de 2010

Reencontro com a nossa essência...(3)

 

 

 

 

 

 

Mas… afinal quem sou eu?
 
Sou aquele que tenta aperceber-se que viver através do pensamento é…limitar-me...
 
Tento ser a consciência anterior ao pensamento…
O espaço onde o pensamento…ou a emoção…ou o estado de “sentir percepção”, ocorre....
 
Sou coragem...quando o consigo...
Sou a alma!
Sou a essência!
 
 
Não precisam de perguntar à vossa mente se eu serei louco…
Se serei alguém que simplesmente escreve...um monte de barbaridades…
 
Poupo-vos essa pergunta...
Provavelmente, a maioria das mentes, responderia positivamente...
 
 
Mas, se a vontade de fazerem essa mesma pergunta for superior ao vosso controle...peço-vos para simplesmente o retardarem...
Seria bom, primeiro tentarem simplesmente sentir que existe vida dentro de vós mesmos… Comecem por sentir a vida dentro da vossa mão (sentem um ligeiro formigueiro…).
Tentem depois sentir que essa mesma vida te percorre todo o corpo…
Tomem consciência de tudo o que vão sentindo…
 
Engraçado...parece loucura...não é?
 
(...)
 
Agora, voltem a ler de novo…
Provavelmente darão conta que certos textos, não são assim...tão estranhos…
 
 
Fiquem bem…
 
 
Escutem simplesmente...a magia das palavras...num dos textos de Gibran Khalil Gibran... "O conhecimento de si próprio..."

 


publicado por Agora às 15:15
link do post | comentar | favorito
Sábado, 27 de Fevereiro de 2010

Reencontro com a nossa essência...(2)

 

 

 

 

 

Vivendo o momento presente descobrimos a capacidade que temos de nos elevarmos acima do pensamento…
 
Sempre que o conseguimos, apercebermo-nos da existência de uma nova dimensão…que existe dentro de nós próprios…
 
Continuando neste estado, começamos a descobrir que não somos o que normalmente pensávamos que éramos…
Assim, deixamos de ser controlados pelo pensamento e por todas as condicionantes que fomos criando (e outras que nos fizeram acreditar) ao longo dos tempo…
 
Estamos então a ir em busca do que somos, à verdadeira essência do que realmente somos…
 
Desta forma, passamos a encontrar as respostas no verdadeiro Ser que existe dentro de nós…
É a esse mesmo Ser que normalmente chamamos…Alma.
 
Esta nova forma de ver o universo, é uma libertação extraordinária…
 
Apercebermo-nos de que a voz que ouvimos dentro da nossa cabeça não é quem somos mas sim aquilo que o pensamento quer que sejamos…com todos os condicionalismos...
 
Definirmo-nos através do pensamento… é limitarmo-nos!
 
 
 
Fiquem bem…
 
 
Inquilina voz – Poema de Benívio Valentim

 


publicado por Agora às 20:18
link do post | comentar | favorito

Reencontro com a nossa essência...(1)

 

 

 

 

 

Quantas vezes já ouvimos alguém dizer, ”escuta a voz do coração!”…
 
Como tantas coisas seriam bem mais fáceis se a conseguíssemos escutar…
 
É este mesmo “reencontro” sentido, que tentarei fazer com que o sintam, neste texto…
 
Tente interiorizar as diferentes fases…
 
Numa fase inicial, temos sempre alguma dificuldade em aceitar certas mudanças de comportamentos…
Normalmente, apenas nos identificamos com aquilo que a mente nos diz…
Somos simplesmente comandados pelo ego… (mas deste…falaremos mais tarde…)
 
Quando conseguirmos fazer com que essas mesmas mudanças possam dar início dentro de nós, começamos a sentir uma espectacular mudança…um estranho aumento de confiança…
Começamos a sentir que algo vai mudando dentro de vós…algo que não conseguiremos no início explicar…
 
Existe uma explicação para que as coisas aconteçam desta forma…
A mudança ocorre a um nível mais profundo do que o conteúdo da nossa mente, do que os nossos pensamentos…
Na realidade a mudança dá-se na base de uma nova consciência que existe para além do pensamento...
 
Assim sendo, não estaremos só mudando por dentro...mas sim, redesenhando-nos também por fora...
 
 
Fiquem bem…
 
 
As palavras e nossa voz anterior…

 


publicado por Agora às 12:18
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

Análise de ciclo...(3)

 

Um dia...
Também paralisei...
Também me senti indeciso...
Também fiquei sem saber o que deveria ou não fazer...
 
Parei sim...até que...decidi seguir o caminho que pensava ser...o meu!
 
Logo de seguida, a inevitável melancolia...
 
E agora?!
Como conseguirei?!
 
O pensamento tinha-me dado a direcção...
Mas...esqueceu-se de me ensinar a caminhar em tais terrenos...
 
Pensei que desesperava…
 
Tinha-me visto chegar...
Mas...ainda não tinha conseguido partir...
Não sabia como o fazer...
 
Tinha…
Descoberto (ou pensava que tinha) aquilo que queria da minha vida...
Escutado o pensamento...
Ouvido a voz do coração...
Sentido o reflexo da minha alma...
 
Mas…
Esqueci-me do estado de presença...
Esqueci-me do momento presente...
Não aceitei escutar os sinais...
Aceitei só a voz do pensamento...
Deixei de ouvir os avisos da minha alma...
 
Só tinha de dar o primeiro passo...
 
 
Ganhei coragem e...dei esse passo!
Corri desesperadamente...
Já tinha perdido tanto tempo...
Corri…rumo ao que achava ser correcto...
 
Encontrei o que a mente buscava...naquele momento...
 
 
 "Perdi"!
 
 
Aprendi...
Aprendi tanto com essa mesma vivência...
Aprendi tanto com o sentimento de...perca...
 
 
Como me sinto bem mais consciente de tudo...
 
Hoje...
Sinto-me bem com aquilo que faço...
Consigo-me erguer a seguir a cada aprendizagem...
Não me recrimino por o ter dado este ou aquele passo...
Não me preocupo se estou ou não a fazer a coisa certa...nem preciso...
 
 
Aprendi a escutar a alma...
 
 
Agora…
Continuo correndo...vivendo cada momento...
 
 
Fiquem bem…
 
 
Ondakalé - Como un silencio – Gipsy Kings

 


publicado por Agora às 21:37
link do post | comentar | favorito

Análise de ciclo...(2)

 

Quando é que devemos dar o primeiro passo em busca do que realmente queremos?
 
Não perguntem aquilo que já sabem...
Mesmo que pensem não o saber...não esperem que vos dêem as respostas...
 
Uma coisa é certa…ficarmos parados pensando em como poderia ser muito bom...nada resolve…
Mas, mesmo assim, se demorar demasiado tempo...corremos o risco de não ir a lado nenhum!
 
Muita gente pensa que está num ponto que já não pode ir para trás...mesmo que seguir em frente signifique a queda no abismo...
 
Outras sentem-se terrivelmente perdidas...com imensos caminhos para seguirem...
Algumas fecham-se em casa tentando fugir dos seus medos...
 
Existe um pedido que queria fazer...
Tentem parar alguns segundos...
Sintam o silêncio...
Aproveitem esse momento e ouçam o vosso coração...
Ele sabe para onde devem ir...que caminho devem seguir...o que fazer para se defenderem dos medos...
 
(...)
 
Porque não tentam faze-lo?!?!?!?!
São só alguns segundos...
Segundos esses, necessários para que o milagre possa acontecer...
 
Com um pouco mais de esforço, conseguirão ouvir aquilo que normalmente chamam de "consciência"...
A essa…também se chama…Alma...
 
Escutem-na bem …
Ela terá tanto para vos dizer…
Ela saberá guiar-vos nos terrenos desconhecidos…
Ela saberá indicar-vos o que fazer…o que não fazer…sempre que estiverem dispostos a ouvi-la…
 
Fiquem bem…

 

 

Agora…fechem os olhos…escutem…e sintam…

 


publicado por Agora às 13:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Análise de ciclo...(1)

 

Falamos tanto da eterna busca pelo amor...
Falamos mas, a verdade é que criamos imensas barreiras à volta dos nossos sentimentos motivados por questões sociais...
Barreiras… barreiras essas que, de forma conscientemente ou inconsciente, nos impedem de ficarmos próximos de qualquer pessoa...que pensamos gostar…
 
Criamos tantos falsos sonhos (muitos deles praticamente utópicos...outros totalmente desnecessários, fúteis...) que não conseguimos ver a realidade...
Mas, no dia em que abrimos verdadeiramente os olhos (aqueles que os abrem...), ficamos deprimidos ao repararmos que nada é como nós imaginávamos...e nossos "planos"… vão por água abaixo...
 
Cuidado com os medos e com os desejos...eles podem levar-nos exactamente pelos caminhos que, no fundo, não queríamos ir...
Muitas das pessoas decidem que, aquele caminho pensado, é o que as levará para a chamada "estabilidade"...
Correm desenfreadamente desejando atingir o dia em que a felicidade poderá aparecer...
A cada momento passado, sonham com um novo momento, em que ela poderá aparecer…
Mas, quando o atingem...nada!!!
Depois, com o passar do tempo…normalmente resignam-se...pois já não tem coragem de recomeçar tudo de novo...
 
Como seria bem diferente se essas mesmas pessoas conseguissem simplesmente viver e apagar definitivamente o passado...
Mas não, pensam no gosto amargo da vida presente, quando se lembram de um passado…
Surgem os remorsos (em silêncio!) quando imaginam como diferente podia ser as suas vidas se tivessem feito aquilo que realmente amavam...
Culpabilizam-se por não terem tido coragem de dar um simples passo, de encontro ao que realmente desejavam...
Nesse mesmo momento...sentem-se terrivelmente perdidas...
 
Por isso nunca se esqueçam...
Olhem bem para dentro de vós próprios e descubram o que realmente querem...
Quando o descobrirem, dêem o primeiro passo nessa mesma direcção...
Se conseguirem ter essa mesma coragem, verão que, como que por milagre, estarão a meio caminho... da tão ambicionada…felicidade…
Nunca se esqueçam...nunca é tarde!!!
 
Pensem nisto…
 
Fiquem bem…
 
 
Mix Johnny interpreta texto de Paulo Coelho

 


publicado por Agora às 22:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

Sentires...de partilhas escritas...

 

 

 

Bela nobreza de sentimentos, demonstrado em muitas partilhas de sentimentos…em muitos dos textos que tenho lido…
 
A energia que transporta cada uma dessas palavras, dá bem para notar o desprendimento da própria mente…quando foram escritas…
Como se sente essa mesma energia…
Como vêm carregadas...de pedaços de Ser…
 
 Como vêm carregadas de sentires…essas palavras…
A forma como foram escritas, denota bem verdadeiros estados de presença...
Sentires esses, bem superiores aos que o pensamento ia conseguido acompanhar…e controlar…
 
Em algumas, nota-se também uma necessidade de colocar o texto tal como foi escrito, com receio de que, se o pensamento o analisasse, cortaria muito do que escreveram…
Esse mesmo receio é normal pois acredito que, muitas vezes, uma análise feita em estado de ego, alteraria por completo o que foi escrito…o sentido do que se queria partilhar…

Em muitas delas, a forma como conseguem descrever e distinguir os vários tipos de sentimentos, denota bem, muito do seu passado…passado esse que os “obrigou” a assimilar, as várias aprendizagens necessárias ao crescimento interior…
 
Sente-se ainda…um passado resolvido…
Como se sente esse mesmo passado…nas palavras escolhidas para o definir…
 
No fundo, o que mais se sente nessas mesmas palavras, é a personalidade de quem as escreve…
Perfeitos reflexos do estado de alma em que se encontravam…no momento em que as escreveram…
 
Fiquem bem…
 
 
Palavra, som e imagem
 


publicado por Agora às 22:24
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

Partilha V...

 

 

 

 

Não existe maior gratificação, do que o eco sentido...vindo de pessoas como vós...

É normal "perdermo-nos" em sentires, quando existe algo que nos leva para dentro de nós próprios...
Algo que funcione como que uma ponte entre o que pensamos que somos...e o que somos realmente...
Algo que nos ajude a cortar as amarras do pensamento e que nos "obriga" a viver simplesmente com a nossa essência...
Nesse preciso instante, sentimos que algo se modifica em nós...
Conseguimos sentir a simplicidade da vida...e toda a sua...dádiva...
Sentimo-nos transportados para uma outra dimensão...em que a partilha é tão necessária...

Como poderei achar algo menos próprio das vossas partilhas…
Só poderei sentir-me gratificado por ter conseguido exactamente o propósito porque escrevo...
A aproximação de mim mesmo quando o faço...
O simples facto de as publicar e com isso conseguir que, algumas pessoas que se cruzam com essas mesmas palavras, também se reaproximem cada vez mais de suas essências...é, duplamente gratificante…
 
 
Fiquem bem...
 
 
The Voice Within - Christina Aguilera
 


publicado por Agora às 19:29
link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

Personalidade...

 

 

 

 

A personalidade do ser humano vagueia entre dois tipos de personalidades completamente distintas…
 
Estes dois estados, são comandados por duas forças totalmente opostas…

 

          I - O poder da alma...

 

          II - O poder da mente…

 
 
I
 
No estado de alma o indivíduo encontra-se na sua forma mais pura e é regido pelas lei da natureza…pelas leis do Universo…
 
Neste estado...
  • O sentir é a sua expressão máxima...

Para se manter neste estado, basta conseguir ser presente...

 

Conseguir estar presente, proporcionará viver em paz consigo mesmo e em harmonia com tudo o que o rodeia…

 
Nesse mesmo estado, todos os seu sentidos convergem para um só…o sentir…
Com ele, consegue perceber tudo o que existe, não existindo limites para essa mesma percepção…nem espaço…nem tempo…
Tudo se converte em indicadores do caminho que devemos seguir…aquilo que normalmente chamamos de…sinais…
 
O saber sentir cada momento, oferece a passagem para uma nova dimensão...
 
 
II
 
No estado de ego, cada pessoa procura o seu próprio poder, notoriedade…
 
Aqui, prevalece a lei da selva social…
O mais forte consegue o que quer…independentemente da forma como o consegue…

 

Neste estado, o ego assume diversas formas...muitas delas podem fazer-nos pensar que estamos a viver em estados de alma...

 

Não me debruçarei agora sobre este tema por ser demasiado complexo...

Sobre as diversas formas do ego...escreverei um dia...

 

 

Todos sabemos que, nesta vida, temos de aprender a viver nestes dois estados...

O ser humano ainda não está preparado para viver exclusivamente em estados de alma...

 

Mas, a sua maior ou menor permanência em cada um destes dois estados, define a sua personalidade, a sua forma de agir bem como a sua conduta de vida…

 

A escolha é simplesmente nossa...

 

Fiquem bem...

 

 

Elisabeth Frazer

 


publicado por Agora às 18:29
link do post | comentar | favorito

Desacreditar...

 

 

 

 

Alguma nostalgia...
 
Sinto em vós, algum desacreditar...querendo acreditar...

Não podemos esquecer…
Nós existimos fora desta cápsula à qual chamamos de...corpo!!!

As coisas que nos acontecem...por algum motivo...tinham de acontecer dessa mesma forma...
 
A maioria das vezes, fizemos por isso…
 
Normalmente são reflexos dos passos anteriormente dados…
 
Outras, são necessárias para nos livrar de...certas teias...
 
Funcionando como “simples avisos" do Universo...
 
Mas, na maioria das vezes...não passam de argilosas criações da nossa mente…
São essas mesmas criações…como a angústia, o ciúme, o sentimento de perca e tantos outros…que nos controlam e nos forçam a tomar certos e determinados passos…
Decisões essas que nos obrigam a escolher os nossos caminhos…

Vimos de vários caminhos...
Outros decidimos trilhar...
Teremos sempre, novas possibilidades no horizonte...
 
Temos de saber aceitar...
Temos de ter fé e saber acreditar…

Um dia...entenderemos o porquê...dessas mesmas “coisas”...
 
Fiquem bem...
 
 
Phil Collins - Another Day in Paradise
 


publicado por Agora às 11:13
link do post | comentar | favorito

.Mais...


. Perfil...

. Adicionar...

. 7 seguidores

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
21
22

23
29

30


.Momentos mensais...

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.Momentos...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Trocas Energéticas...(VI)

. Trocas Energéticas...(V)

. Trocas Energéticas...(IV)

. Trocas Energéticas...(III...

. Trocas Energéticas...(II)

. Trocas Energéticas...(I)

. Reencontro...

. Quarta etapa...(IV)

. Quarta etapa...(III)

. Quarta etapa...(II)

. Quarta etapa...(I)

. Terceira etapa...(VI)

. Terceira etapa...(V)

. Terceira etapa...(IV)

. Terceira etapa...(III)

. Terceira etapa...(II)

. Terceira etapa...(I)

. Segunda etapa...

. Primeira etapa...

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Propósito desta caminhada...

. Propósito desta caminhada...

. Propósito desta caminhada...

. Caminhada em busca de mim...

. Caminhada em busca de mim...

. Caminhada em busca de mim...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Perguntas - Livre escolha...

. Análise – Resumo…(V)

. Análise – Resumo…(IV)

. Análise – Resumo…(III)

. Análise – Resumo…(II)

. Análise – Resumo…(I)

. Análise – Mudança…(V)

. Análise – Mudança…(IV)

. Análise – Mudança…(III)

. Análise – Mudança…(II)

. Análise – Mudança…(I)

. Análise – Indecisões…(II)